Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
Médicos poderão apoiar ações contra a violência sexual
Seg, 04 de Novembro de 2019 14:27
Ministra Damares pediu apoio do CFM em ações contra a violência sexual
Ministra Damares pediu apoio do CFM em ações contra a violência sexual


O Disque 100, serviço de proteção de crianças e adolescentes com foco em violência sexual, terá um canal exclusivo para que médicos possam denunciar casos de abuso contra crianças e mulheres. O pedido do apoio dos profissionais à ação da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República foi apresentado pela ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves durante a sessão plenária do CFM realizada no dia 31 de outubro, na sede da autarquia.

A ministra veio ao Conselho para sensibilizar os médicos sobre o drama vivido por bebês no Brasil, vítimas de abuso sexual cometido muitas vezes pelos próprios pais, padrastos ou mães das crianças. Damares Alves relatou aos conselheiros casos de recém-nascidos violentados com poucos dias de vida, em que as cenas foram filmadas e posteriormente vendidas.

As declarações da ministra deixaram os conselheiros perplexos e bastante comovidos com os casos denunciados. Todos se comprometeram em apoiar a causa e chamaram a atenção da ministra para outros agravos aos direitos humanos, como as más condições de trabalho e desvalorização da profissão enfrentadas pelos médicos brasileiros, o que tem levado muitos profissionais ao suicídio.

Grupo de trabalho do CFM - Para que a contribuição dos médicos à iniciativa possa ser viabilizada pelo CFM, o presidente do conselho, Mauro Ribeiro, anunciou a criação de um grupo de trabalho na autarquia. “Vamos fazer um estudo com o objetivo de buscar a melhor forma de agirmos em relação à violência contra a criança e a mulher”, declarou. Os trabalhos da comissão serão conduzidos pelo conselheiro federal representante do Rio de Janeiro, Raphael Câmara.

A comissão será integrada por representantes do CFM; do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos e também da Associação Médica Brasileira (AMB). O presidente da entidade, Lincoln Lopes Ferreira, participou do encontro, e buscou o apoio da ministra à causa médica.

Ao final da reunião, Damares Alves agradeceu o apoio oferecido pelos conselheiros. “A gente começa hoje uma parceria entre o Ministério, Conselho Federal de Medicina e Associação Médica Brasileira e vai ser uma honra trabalharmos juntos”.

MP do Médicos pelo Brasil – Sobre a tramitação da Medida Provisória 890/2019, a ministra também se comprometeu a atuar junto ao Congresso Nacional em favor da aprovação do texto original da proposta enviada pelo governo. “O maior de todos os direitos é o direito à vida. A gente não pode deixar a vida correr riscos. Quando o Mais Médicos chegou ao Brasil, vidas foram colocadas em risco”, ponderou a ministra.

A reunião contou também com a presença da deputada Chris Tonietto (PSL/RJ). A parlamentar informou sobre a realização de uma audiência pública que discutirá a Medida Provisória e convidou os médicos a participarem da discussão, para que possam apresentar seus pontos de vista a respeito da matéria.

Até o momento, a audiência pública ainda não tem data marcada e será divulgada pelo Portal Médico quando for definida.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

© PORTAL MÉDICO 2010 - o site do Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso -Todos os direitos reservados
Endereço do CRMMT Rua E, S/Nº Centro Politico Administrativo - Caixa Postal 10020, CEP: 78049-918, Telefone (65) 3612-5400, Fax (65) 3612-5440 
Cuiabá-MT