Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
CRM-MT orienta coordenadores e diretores de escolas sobre importância da vacinação
Qui, 24 de Janeiro de 2019 15:45

(Foto: Walmir Santana - Ascom/CRM-MT)O Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso (CRM-MT), representando pela presidente Dra. Hildenete Monteiro Fortes, participou da programação da Semana Pedagógica da Escola Cuiabana 2019, realizado pela Secretaria Municipal de Educação, falando sobre os desafios e a importância da vacinação de crianças e adolescentes. O evento, realizado nos últimos dias 23 e 24 de janeiro, contou com a participação de diretores e coordenadores de todas as unidades educacionais públicas de Cuiabá.

Durante as palestras, a Dra. Hildenete Fortes destacou a preocupação da entidade com a baixa taxa de imunização. Conforme dados do Programa Nacional de Imunizações – PNI, desde 2013, a cobertura de vacinação para doenças como caxumba, sarampo e rubéola vem caindo ano a ano em todo o país e ameaça criar bolsões de pessoas suscetíveis a doenças antigas, mas fatais.

Segundo a presidente, o desabastecimento de vacinas essenciais, municípios com menos recursos para gerir programas de imunização e pais que se recusam a vacinar seus filhos são alguns dos fatores que podem estar por trás da queda nas taxas de vacinação do país. Outro problema relevante são as falsas informações sobre saúde, as chamadas fake news.

Conforme reportagem publicada pela EBC, “em 2016 o país registrou a pior taxa de imunização dos últimos doze anos: 84% no total, contra meta de 95%, recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Os dados de 2016 são parciais até outubro, mas emitidos após a campanha nacional de multivacinação, finalizada em setembro”.

Ao corpo docente a Dra. Hildenete Fortes afirmou que “a vacina é uma intervenção preventiva reconhecida pelo impacto na redução da morbimortalidade de doenças imunopreveníveis. As vacinas são seguras e quando adotada como estratégia de saúde pública, elas são consideradas um dos melhores investimentos em saúde considerando o custo-benefício”.

O CRM-MT, juntamente com outros órgãos, como o Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso (COREN/MT), a Sociedade Mato-grossense de Pediatria (SOMAPE-MT) e as secretarias municipais de Saúde e Educação estão se reunindo mensalmente para traçar estratégias que elevem o índice de vacinação na Capital.

“A educação é fundamental para que possamos atingir as metas. A Legislação que trata sobre a vacinação aponta para a responsabilidade de todos os setores da sociedade para a prevenção de doenças transmissíveis e contagiosas”, acrescentou a presidente.

(Foto: Jorge Pinho - Ascom/Cuiabá)

 

LEI ESTADUAL

Em Mato Grosso, a Lei Nº 10763 de 09 de agosto de 2018 obriga os “pais ou os responsáveis por crianças em idade escolar a apresentarem a carteira de vacinação atualizada ou o comprovante de vacinação efetuada em esquema básico no ato de matrícula em ensino infantil, fundamental e médio. A obrigatoriedade estende-se aos berçários, hotéis maternais, pré-escolas, creches, orfanatos ou qualquer agremiação de serviços correlatos”.

Ainda conforme a legislação estadual, no caso de o matriculado não possuir a carteira de vacinação, seu pai ou responsável terá o prazo de 30 (trinta) dias para providenciá-la junto ao órgão responsável.

Já a Lei nº 9.905, de 06 de maio de 2013 diz que as unidades de ensino público e particular do Estado de Mato Grosso, de quaisquer níveis, deverão incluir o tipo do grupo sanguíneo e o fator RH nas fichas de matrícula de seus alunos. Outra exigência é a apresentação de exame oftalmológico no ato da matricula.

Segundo o CRM-MT, as leis citadas representam uma importante oportunidade diagnóstica da situação vacinal e se oferece como excelente ferramenta para correção de falhas e/ou atualização do calendário preconizado pelo PNI.

FAKE NEWS

Para combater as Fake News sobre saúde, o Ministério da Saúde, de forma inovadora, está disponibilizando um número de WhatsApp para envio de mensagens da população. Vale destacar que o canal não será um SAC ou tira dúvidas dos usuários, mas um espaço exclusivo para receber informações virais, que serão apuradas pelas áreas técnicas e respondidas oficialmente se são verdade ou mentira.

Qualquer cidadão poderá enviar gratuitamente mensagens com imagens ou textos que tenha recebido nas redes sociais para confirmar se a informação procede, antes de continuar compartilhando. O número é (61) 9.9289-4640.

Última atualização em Qui, 24 de Janeiro de 2019 16:02
 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

© PORTAL MÉDICO 2010 - o site do Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso -Todos os direitos reservados
Endereço do CRMMT Rua E, S/Nº Centro Politico Administrativo - Caixa Postal 10020, CEP: 78049-918, Telefone (65) 3612-5400, Fax (65) 3612-5440 
Cuiabá-MT